Cotaçao da Bolsa

PSI 20 5.721,630 -56,570 -0.98%     DAX Xetra 5.967,200 +52,360 +0,890%     IBEX 35 8.975,500 +32,000 +0,360%     FTSE 100 5.466,360 +62,980 +1,170%     Dow Jones Industrial Average 11.644,490 +166,360 +1,450%     NASDAQ-100 (DRM) 2.371,940 +45,060 +1,940%     S&P 500 INDEX 1.224,580 +20,920 +1,740%     S&P 500 INDEX 1.224,580 +20,920 +1,740%     MIB 30 0,000 N/A N/A     NIKKEI 225 8.747,960 -75,290 -0.85%     Hang Seng Index 18.501,789 -256,021 -1.36%     DJ Euro Stoxx 50 2.355,480 +22,960 +0,980%     BOVESPA 55.030,449 +429,380 +0,790%     AEX 302,410 +5,020 +1,690%     All Ordinaries Index 4.269,000 -37,000 -0.86%     AMEX 555,949 +16,609 +3,080%     BEL20 2.203,040 +22,810 +1,050%     IPC 34.848,422 +263,672 +0,760%     Refresh a cada 5 minutos...

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

A nova biotecnologia por causa da seca



No Brasil, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) já faz pesquisas para criar variedades de cana-de-açúcar, soja, milho, arroz e trigo que resistam a períodos mais prolongados sem água. O método que está sendo utilizado é a biotecnologia. Os pesquisadores isolaram um gene relacionado à tolerância à seca e vão introduzi-lo nas plantas comerciais por meio da engenharia genética. “Introduzimos esse gene em plantas modelo e elas se tornaram altamente tolerantes à seca. As plantas não modificadas sobreviveram apenas 15 dias sem água enquanto que as plantas que receberam o gene sobreviveram mais de 40 dias”, diz o pesquisador Eduardo Romano, da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia.

Além da Embrapa, outros institutos de pesquisa e empresas privadas no mundo estão tentando criar plantas geneticamente modificadas para serem resistentes à seca. Não é para menos. Neste ano, os Estados Unidos devem perder cerca de 100 milhões de toneladas de milho para a falta de água – mais milho do que o Brasil produz em um ano.

As lavouras geneticamente modificadas (ou transgênicas) já são amplamente cultivadas no mundo, inclusive no Brasil, mas não com resistência à seca. As principais características dessas plantas transgênicas usadas no mundo são a tolerância a herbicidas e a resistência a insetos.


Autor: Redação Sou Agro 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

8pt; text-decoration: none">