Cotaçao da Bolsa

PSI 20 5.721,630 -56,570 -0.98%     DAX Xetra 5.967,200 +52,360 +0,890%     IBEX 35 8.975,500 +32,000 +0,360%     FTSE 100 5.466,360 +62,980 +1,170%     Dow Jones Industrial Average 11.644,490 +166,360 +1,450%     NASDAQ-100 (DRM) 2.371,940 +45,060 +1,940%     S&P 500 INDEX 1.224,580 +20,920 +1,740%     S&P 500 INDEX 1.224,580 +20,920 +1,740%     MIB 30 0,000 N/A N/A     NIKKEI 225 8.747,960 -75,290 -0.85%     Hang Seng Index 18.501,789 -256,021 -1.36%     DJ Euro Stoxx 50 2.355,480 +22,960 +0,980%     BOVESPA 55.030,449 +429,380 +0,790%     AEX 302,410 +5,020 +1,690%     All Ordinaries Index 4.269,000 -37,000 -0.86%     AMEX 555,949 +16,609 +3,080%     BEL20 2.203,040 +22,810 +1,050%     IPC 34.848,422 +263,672 +0,760%     Refresh a cada 5 minutos...

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Novas variedades de pêssego agradam brasileiros

Embrapa desenvolve frutas mais saborosas, duráveis e lucrativas

Os consumidores brasileiros já podem ter acesso a novas variedades de pêssego desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. As cultivares BRS Rubimel e BRS Kampai já estão disponíveis e são destaques de venda.

Várias características tornam o pêssego um sucesso. A durabilidade e resistência são muito maiores do que de as variedades já presentes no mercado. Enquanto as frutas convencionais duram no máximo cinco dias, o Rubimel e o Kampai duram de dez a 12 dias. Os frutos são grandes e têm coloração vermelha intensa, o que os torna mais atrativos.

Em relação ao sabor, os pêssegos são doces e têm leve acidez, fatores que agradam ao paladar brasileiro. Até mesmo antes de chegar às mesas, ainda no campo, a fruta apresenta grande diferencial. Em média é possível colher 12 quilos por planta, contra cinco da concorrência. Além disso, os novos pêssegos têm em torno de 120g por fruto, o que corresponde ao dobro das outras variedades presentes no mercado.

As novas cultivares resultam de pesquisas que levaram em conta o desafio de aliar sabor, tamanho e coloração desejados pelo consumidor brasileiro. O objetivo vem sendo alcançado devido ao cruzamento de variedade da Embrapa denominada Chimarrita, muito plantada no Sul do Brasil, com a variedade Flordaprince, proveniente da Flórida (EUA). Em 2012, outra nova variedade deve ser lançada pela Embrapa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

8pt; text-decoration: none">